O guia @LifeInvasaqua Aquatic IAS será apresentado num fórum online na quarta-feira 3.

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

Madrid, Fev 1 (EFE) – Uma centena de espécies de plantas e animais exóticos aquáticos invasivos de Espanha e Portugal, que todos devemos conhecer, compõem o guia gráfico “Aquatic Invasive Care”, cuja edição trilingue apresentará os seus autores e investigadores num fórum virtual na quarta-feira 3.

Registo e altifalantes gratuitos: https://forms.gle/NrThkrhK5jFNxXWc6

Editado no âmbito do projecto espanhol-português de governação e comunicação ambiental da União Europeia LifeInvasaqua é uma obra de referência eminentemente prática que já está disponível em espanhol, português e inglês para download gratuito em lifeinvasaqua.com e também com versões em papel, explicaram à EFE os seus editores, a Sociedade Ibérica de Ictiologia (SIBIC).

As espécies exóticas invasoras (IAS), plantas e animais que são introduzidos em novos e estranhos habitats, expandindo-se para dominar a flora ou fauna nativa, são consideradas a segunda principal causa de perda de biodiversidade pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) e são um problema global que, só na União Europeia, causa danos no valor de mais de 12.000 milhões de euros, de acordo com dados da UE.

Embora este primeiro guia inclua cem espécies, até agora foram identificadas cerca de 264 espécies que podem representar um risco para os nossos ecossistemas aquáticos, das quais foi detectada a presença de pelo menos 216 e foi confirmado que pelo menos 179 espécies estabeleceram populações, e a lista, que está em constante crescimento, pode estar subestimada, apontam no seu prólogo.

Entre as espécies seleccionadas (fungos, algas e plantas, invertebrados, peixes e outros vertebrados) estão incluídas algumas de notoriedade crescente como o jacinto de água ou Camalote (Eichhornia crassipes), o mexilhão-zebra (Dreissena polymorpha), o peixe-gato gigante (Silurus glanis) ou o caracol de maçã (Pomacea spp. ), juntamente com outras como a lontra europeia (Barbatula barbatula), a rã-touro norte-americana (Lithobates catesbeianus), a tartaruga-de-casco chinesa (Pelodiscus sinensis) ou a escova de salva do Canadá, também conhecida como a praga da água (Elodea canadensis).

Cada uma das folhas tem uma imagem da espécie, dados sobre as NIC e a sua distribuição original e áreas onde se encontra na Península Ibérica, as rotas de penetração e os vectores de expansão, bem como os impactos que provoca, para além de considerações legais como a sua inclusão no Catálogo de Espécies Exóticas Invasoras ou na Lista de NIC de preocupação para a União.

Na apresentação, por ocasião da comemoração desta terça-feira 2 do Dia Mundial das Zonas Húmidas, espera-se a participação dos investigadores da Universidade de Lérida e membros da SIBIC Jorge R. Sánchez-González e Frederic Casals (CTFC), editores e coordenadores da obra em que participaram mais de 40 autores de Espanha e Portugal. Concha Durán Lalaguna da Confederación Hidrográfica del Júcar /CHJ), José Ardaiz do Governo de Navarra e César Rodríguez da AEMS-Ríos con Vida também participarão.

A revisão científica do trabalho foi levada a cabo por: Filipe Ribeiro, Pedro M. Anastácio e Miguel Morgado-Santos.

Da LifeInvasaqua insistem na importância de saber prevenir e enfrentar o problema do IAS e é por isso que este projecto, co-financiado pela Comissão Europeia, procura a partir do final de 2018 e até 2023 “sensibilizar o público e influenciar todos os regulamentos para conhecer a acção a nível político ou administrativo sobre o problema”, diz Casals.

LifeInvasaqua, coordenado pela Universidade de Murcia, envolve as universidades de Évora (Portugal), Santiago de Compostela e Navarra, o Museu Nacional de Ciências Naturais (MNCN CSIC) EFEverde da Agência EFE, a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA) e o Gabinete para o Mediterrâneo da UICN e SIBIC. EFE

em

Registo e altifalantes gratuitos: https://forms.gle/NrThkrhK5jFNxXWc6

 

PT/ GUIA DAS ESPÉCIES EXÓTICAS E INVASORAS DOS RIOS, LAGOS E ESTUÁRIOS DA PENÍNSULA IBÉRICA

ES / GUÍA “¡CUIDADO! INVASORAS ACUÁTICAS”

ENG/ GUIDE TO THE ALIEN AND INVASIVE SPECIES OF RIVERS, LAKES AND ESTUARIES IN THE IBERIAN PENÍNSULA

 


About LIFE17 GIE/ES/000515 Life Invasaqua of the EU.

Espécies exóticas invasoras de água doce e sistemas estuarinos: sensibilização e prevenção na Península Ibérica

Co-financiado pela UE no âmbito da iniciativa Life e coordenado pela Universidade de Múrcia, LIFE INVASAQUA visa contribuir para reduzir os impactos nocivos das ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORASORAS (IEE) na biodiversidade, aumentando a sensibilização do público, aumentando a formação nos sectores envolvidos e criando ferramentas para um sistema eficaz de alerta rápido e resposta rápida (EWRRR) para gerir os seus impactos nos ecossistemas e estuários de água doce.

Life Invasaqua é coordenado pela Universidade de Múrcia com a participação de 8 parceiros:: EFEverde da Agencia EFE,  UICN-Med,  Museo de Ciencias Naturales-Centro Superior de Investigaciones Científicas,  Sociedad Ibérica de Ictiología (SIBIC),  Universidad de Navarra,  Universidad de Santiago de Compostela,  Universidad de Évora e Associaçao Portuguesa de Educaçao Ambiental (ASPEA)

@lifeinvasaqua