tejo
lifeEditor

O projeto Life Invasaqua no seminário sobre peixes do Tejo

No dia 19 de Junho, teve lugar o seminário sobre “Conservação e reabilitação de habitats para a fauna piscícola da Região Hidrográfica do Tejo e Ribeiras do Oeste” no Auditório da Direção Geral do Território (DGT) em Lisboa, organizado pela Agência Portuguesa do Ambiente.

Neste evento, marcado pela importância de gerir as problemáticas ambientais relacionadas com a biodiversidade e os ecossistemas aquáticos, o investigador Filipe Ribeiro, do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) da Universidade de Lisboa apresentou o projeto Life Invasaqua.

Elevada participação

Com uma participação de mais de 70 pessoas, o seminário foi uma boa iniciativa para dar a conhecer o projeto Life Invasaqua, depois das apresentações dos
convidados, que falaram da importância da comunicação entre as diferentes partes interessadas (agricultores, políticos, gestores dos rios, etc.).
Justamente, o projeto visa melhorar e criar técnicas de divulgação do conhecimento atual sobre a problemática das espécies exóticas invasoras (EEI).

O Tejo, um rio ibérico, foi o foco do seminário na sede da DGT. A visão do projeto Life Invasaqua sobre a comunicação a nível peninsular entre Espanha e Portugal é uma óptima oportunidade para estabelecer as bases para ferramentas mais eficientes na gestão destas problemáticas transfronteiriças.

tejo

Filipe Ribeiro (Mare). Seminário sobre peixes do Tejo. EFE/Life Invasaqua

Profissionalidade

O seminário contou com a presença de inúmeras personalidades das áreas acadêmica, científica e de conservação, tais como José Pimenta Machado, Vice-Presidente da APA;  Teresa Ferreira (Instituto Superior de Agronomia), João Manuel Bernardo (Universidade de Évora), Hugo Gante (Indiana State University, Dept of Biology), Carla Sousa Santos (ISPA-MARE), Bernardo Quintella (Universidade de Évora-MARE-FCUL) , Catarina Mateus (Universidade de Évora-MARE), Filipe Ribeiro (MARE), Joana Martelo (MARE) e Pedro Teiga (E. Rio Unip. Lda.).

@LifeInvasaqua

Life Invasaqua

O projecto Life Invasaqua, cofinanciado pelo programa LIFE da Comissão Europeia, visa contribuir para a redução dos impactos nocivos das Espécies Exóticas Invasoras (EEI) na biodiversidade através do aumento da sensibilização do público, aumento da formação dos setores envolvidos e a criação de ferramentas para um sistema eficiente de gestão do seu impacto em ecossistemas de água doce e estuários. O seu principal objectivo é apoiar a comunicação, gestão e disseminação de informação sobre as EEI na Península Ibérica.

Por isso, o projecto visa alertar a sociedade civil e diferentes grupos-chave através de colaborações com diferentes entidades em Portugal e Espanha, desde universidades a agências de comunicação.


About LIFE17 GIE/ES/000515 Life Invasaqua of the EU.

Espécies exóticas invasoras de água doce e sistemas estuarinos: sensibilização e prevenção na Península Ibérica

Co-financiado pela UE no âmbito da iniciativa Life e coordenado pela Universidade de Múrcia, LIFE INVASAQUA visa contribuir para reduzir os impactos nocivos das ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORASORAS (IEE) na biodiversidade, aumentando a sensibilização do público, aumentando a formação nos sectores envolvidos e criando ferramentas para um sistema eficaz de alerta rápido e resposta rápida (EWRRR) para gerir os seus impactos nos ecossistemas e estuários de água doce.

Life Invasaqua é coordenado pela Universidade de Múrcia com a participação de 8 parceiros:: EFEverde da Agencia EFE,  UICN-Med,  Museo de Ciencias Naturales-Centro Superior de Investigaciones Científicas,  Sociedad Ibérica de Ictiología (SIBIC)Universidad de NavarraUniversidad de Santiago de Compostela,  Universidad de Évora e Associaçao Portuguesa de Educaçao Ambiental (ASPEA)

@lifeinvasaqua

Socios Invasaqua