Nasce um guia ibérico para identificar e combater as invasões biológicas

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

Um guia pioneiro e informativo na esfera ibérica aborda o problema das espécies exóticas invasoras (EIC) num formato simples e visual para ajudar a sociedade a identificá-las e a fazer avançar os seus conhecimentos, monitorização e gestão.

 

O guia, concebido no âmbito do projecto Life Invasaqua, coordenado pela Universidade de Múrcia e no qual participam entidades dos campos científico, académico, de formação e comunicação, foi apresentado esta sexta-feira como uma das actividades paralelas ao VIII Congresso da Sociedade Ibérica de Ictiologia (Sibic).

Ponto de inflexão

Trata-se de “um guia de sensibilização para o avanço do conhecimento destas espécies, que é o principal objectivo da Vida Invasaqua”, sublinhou Francisco José Oliva, coordenador do projecto, a fim de servir de “ponto de viragem” para o envolvimento real dos cidadãos.

“Algumas das ferramentas concebidas pelo projecto já estão a ser muito úteis – explicou Oliva – e o guia será outro exemplo, que utilizaremos em todos os eventos de formação e sensibilização e estaremos ligados a duas plataformas web específicas”.

Jorge Sánchez González, em nome da Sibic, apresentou oficialmente o guia “Cuidado! Invasoras acuáticas”, centrando-se nos rios, lagos e estuários ibéricos, que identifica uma centena de espécies, as suas rotas de entrada ou os seus impactos, com especial ênfase nas mais populares, e insiste na prevenção e no envolvimento dos cidadãos.

Um guia para toda a sociedade (download gratuito)

O conteúdo do guia, concebido em português, espanhol e inglês, inclui textos, fotografias e ícones das espécies divididas em quatro grupos – fungos, invertebrados, peixes e outros vertebrados – e em cartões simples para atingir o número máximo de pessoas, destacou Jorge Sánchez.

Além disso, a publicação inclui três secções destinadas ao envolvimento directo do público, que incluem informação sobre possíveis acções dos cidadãos, a quem dirigir as suas perguntas ou como obter mais informação.

Jorge Sanchez reconheceu a dificuldade de chegar a toda a sociedade e, neste sentido, valorizou “o alcance mediático da Agência EFE”, que participa como parceiro principal no projecto Life Invasaqua.

Oficinas Invasaqua

A apresentação do guia fez parte do workshop sobre “Prevenção, controlo e gestão do EIE”, moderado por Fernando Cobo, director da Estação Hidrobiológica “Encoro do Con”, no qual Frederic Casals, coordenador da Sibic na Life Invasaqua, reviu a legislação actual nesta área e destacou as “contradições” que por vezes ocorrem nos diferentes regulamentos.

Congratulou-se com a adopção da Estratégia da UE para a Diversidade Biológica até 2030 e salientou que “é de esperar que nos próximos anos se dê mais ênfase ao problema e às novas alterações regulamentares”.

Por seu lado, Ricardo Gómez, em nome do Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico (Miteco), referiu-se ao recente decreto real aprovado pelo Conselho de Ministros que avança no controlo fronteiriço da entrada de espécies exóticas em Espanha, o qual “complementará o esquema que o Governo tem em mente para lidar com o problema a nível nacional”.

“Até agora, não houve instrumento para agir de forma preventiva”, explicou, “e com esta iniciativa o círculo é fechado e um poderoso mecanismo é estabelecido contra a incorporação no ambiente natural de espécimes não nativos que se podem tornar invasores”.

Para Ricardo Gómez, “agora temos de trabalhar no contexto da UE para que os nossos colegas não só conheçam esta iniciativa pioneira em matéria de prevenção, mas que num futuro próximo possam implementá-la”. EFEverde


GUIA DAS ESPÉCIES EXÓTICAS E INVASORAS DOS RIOS, LAGOS E ESTUÁRIOS DA PENÍNSULA IBÉRICA

 

Más información sobre especies exóticas invasoras y medio ambiente en: www.efeverde.com

Catalogo de EEI en España BOE-A-2013

Sobre LIFE17 GIE/ES/000515  Life Invasaqua de la UE.

Especies exóticas invasoras de agua dulce y sistemas estuarinos: sensibilización y prevención en la Península Ibérica

Cofinanciado por la UE en el marco de la iniciativa Life  y coordinado por  la Universidad de Murcia,  LIFE INVASAQUA tiene por objeto contribuir a la reducción de los impactos perjudiciales de las ESPECIES EXÓTICAS INVASORAS (EEI) sobre la biodiversidad mediante el aumento de la sensibilización del público, el aumento de la formación en sectores involucrados y la creación de herramientas para un sistema eficiente de alerta temprana y respuesta rápida (Early Warning and Rapid Response, EWRR) para gestionar sus repercusiones en los ecosistemas de agua dulce y estuarios.

Life Invasaqua está coordinado por la Universidad de Murcia con la participación de 8 socios: EFEverde de la Agencia EFE, las UICN-Med, el Museo de Ciencias Naturales-Consejo Superior de Investigaciones Científicas, la Sociedad Ibérica de Ictiología (SIBIC), la Universidad de Navarra, la Universidad de Santiago de Compostela, la Universidad de Évora y la Associaçao Portuguesa de Educaçao Ambiental (ASPEA)

@lifeinvasaqua

Tags:
, ,