TORRES VEDRAS: Câmara instala armadilhas para capturar vespa asiática

A Câmara de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, instalou 50 armadilhas para captura de vespa asiática no concelho, com o objetivo de reduzir o aparecimento de novos ninhos primários, foi hoje divulgado.

A autarquia apela à população para que não retire ou destrua estes mecanismos, que permitem controlar a presença desta espécie no território do concelho.

A vespa asiática é considerada uma espécie invasora, com vários efeitos negativos no ambiente e na biodiversidade devido à forte predação de abelhas e de outros insetos polinizadores.

 

PT/ GUIA DAS ESPÉCIES EXÓTICAS E INVASORAS DOS RIOS, LAGOS E ESTUÁRIOS DA PENÍNSULA IBÉRICA

 


About LIFE17 GIE/ES/000515 Life Invasaqua of the EU.

Espécies exóticas invasoras de água doce e sistemas estuarinos: sensibilização e prevenção na Península Ibérica

Co-financiado pela UE no âmbito da iniciativa Life e coordenado pela Universidade de Múrcia, LIFE INVASAQUA visa contribuir para reduzir os impactos nocivos das ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORASORAS (IEE) na biodiversidade, aumentando a sensibilização do público, aumentando a formação nos sectores envolvidos e criando ferramentas para um sistema eficaz de alerta rápido e resposta rápida (EWRRR) para gerir os seus impactos nos ecossistemas e estuários de água doce.

Life Invasaqua é coordenado pela Universidade de Múrcia com a participação de 8 parceiros:: EFEverde da Agencia EFE,  UICN-Med,  Museo de Ciencias Naturales-Centro Superior de Investigaciones Científicas,  Sociedad Ibérica de Ictiología (SIBIC),  Universidad de Navarra,  Universidad de Santiago de Compostela,  Universidad de Évora e Associaçao Portuguesa de Educaçao Ambiental (ASPEA)

@lifeinvasaqua