Um curso sobre identificação de peixes nos ecossistemas fluviais de Portugal inclui um módulo LifeInvasaqua sobre IAS.

This post is also available in: Español (Espanhol)

A 9ª Edição do Curso sobre identificação de peixes  é um curso avançado para estudantes de mestrado, doutoramento, técnicos da área do ambiente, sendo também direcionada a muitas pessoas da sociedade civil. Nesta edição temos principalmente estudantes e investigadores, mas também temos veterinários, chefs de culinária e arqueólogos.
Neste curso intensivo de 1 semana (35 horas), temos um módulo dedicado aos peixes invasores de Portugal mas também de Espanha, em que falamos dos principais mecanismos de entrada, rotas e impactos de peixes nos ecossistemas fluviais. É ainda apresentado um módulo especial sobre o Projeto LIFE-INVASAQUA e todos os outputs do projeto.

Apresentação

Este curso intensivo, com duração de uma semana (36 horas), tem como objetivo aprofundar o conhecimento sobre as comu- nidades de peixes existentes nos ecossistemas fluviais por- tugueses. O curso tem uma forte componente prática, dando a oportunidade aos participantes de conhecer e aprender a identificar as 62 espécies nativas e exóticas encontradas nos nossos rios. Será dado ênfase à distribuição geográfica das espécies, ciclos de vida, ecologia, diversidade genética e conservação.

Pretende-se que no final deste curso os participantes tenham adquirido competências que lhes permitam participar ativamente no estudo, monitorização e gestão sustentável das comunidades piscícolas e avaliação de estudos de impacte ambiental.

Público-alvo

Este curso é direcionado a consultores, técnicos de empresas e de agências na área do ambiente, estudantes de biologia, ciên- cias florestais e ambientais, assim como outros interessados na conservação da natureza.

Formadores

Maria Ana Aboim (MARE-FCUL), Pedro Raposo de Almeida (UE, MARE),

Maria Judite Alves (MUHNAC, CE3C-FCUL), João Soares Carrola (UTAD, CITAB-CIIMAR)

Hugo Gante (KU Leuven, Royal Museum for Central Africa), Maria Filomena Magalhaes (FCUL, CE3C)

Anabel Perdices (Museo Nacional Ciencias Naturales), Filipe Ribeiro (MARE-FCUL, MUHNAC). @Lifeinvasaqua

PEIXES EXÓTICOS

Principais vetores de introdução e dispersão de espécies exóticas. Tendências temporais e padrões espaciais. Impactos ecológicos e económicos. Espécies introduzidas em Portugal e Espanha.

PEIXES DIÁDROMOS

Aspetos particulares da biologia e ecologia das espécies diádromas. Resenha dos respetivos ciclos de vida. Principais ameaças que contribuem para depleção das populações. Medidas que visam a gestão e conservação das espécies diádromas.

HIBRIDAÇÃO

O que são híbridos? Conceito de hibridação. Cau- sas e consequências de fenómenos de hibridação. Exemplos de híbridos conhecidos nos nossos rios.

LABORATÓRIOS

Observação de exemplares da coleção do MUHNAC, para identificação das várias famílias, géneros e espécies da ictiofauna continen- tal portuguesa. Laboratórios específicos para os géneros de grande diversidade específica, Luciobarbus, Squalius e Chondrostoma (lato sensu), para as espécies de peixes diádromos e para as espécies exóticas. Laboratório dedi- cado à identificação morfológica de híbridos e à análise da sua diversidade.

ÉTICA E BEM ESTAR ANIMAL

Legislação, formação e creditação. Princípio dos 3 Rs + 1R. Peixe como modelo experimental (Laboratório e Campo). Biossegurança. Procedi- mentos para Anestesia e sua recuperação, Euta- násia, Recolha de Sangue, Marcação e Transporte.

SAÍDA DE CAMPO

Visita ao Fluviário de Mora. Demonstração de téc- nicas de amostragem. Observação e identificação de exemplares vivos. Medidas para o bem-estar animal: cuidados de captura e manuseamento.

 

PT/ GUIA DAS ESPÉCIES EXÓTICAS E INVASORAS DOS RIOS, LAGOS E ESTUÁRIOS DA PENÍNSULA IBÉRICA

 


About LIFE17 GIE/ES/000515 Life Invasaqua of the EU.

Espécies exóticas invasoras de água doce e sistemas estuarinos: sensibilização e prevenção na Península Ibérica

Co-financiado pela UE no âmbito da iniciativa Life e coordenado pela Universidade de Múrcia, LIFE INVASAQUA visa contribuir para reduzir os impactos nocivos das ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORASORAS (IEE) na biodiversidade, aumentando a sensibilização do público, aumentando a formação nos sectores envolvidos e criando ferramentas para um sistema eficaz de alerta rápido e resposta rápida (EWRRR) para gerir os seus impactos nos ecossistemas e estuários de água doce.

Life Invasaqua é coordenado pela Universidade de Múrcia com a participação de 8 parceiros:: EFEverde da Agencia EFE,  UICN-Med,  Museo de Ciencias Naturales-Centro Superior de Investigaciones Científicas,  Sociedad Ibérica de Ictiología (SIBIC),  Universidad de Navarra,  Universidad de Santiago de Compostela,  Universidad de Évora e Associaçao Portuguesa de Educaçao Ambiental (ASPEA)

@lifeinvasaqua